O site de RedCLARA usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand

Votos do utilizador: 3 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativa
 

RedCLARA é responsável pela implementação e gestão da infraestrutura de rede que interconecta as Redes Nacionais de Pesquisa e Educação (RNPE) latinoamericanas e, através delas, a um grande numero de universidades e centros de pesquisa. Assim, comunidades científico-acadêmicas e muitos projetos que careciam de infraestrutura adequada para sustentar suas iniciativas hoje avançam e colaboram entre si, contribuindo para o desenvolvimento da ciência, da educação, da pesquisa e da inovação na América Latina.

O backbone de RedCLARA está composto por cinco nós de roteamento principais, conectados numa topologia ponto-a-ponto. Cada nó principal (IP – Protocolo de Internet) representa um PoP (Ponto de Presença) para RedCLARA; quatro deles estão localizados em países da América Latina - São Paulo (SAO - Brasil), Buenos Aires (BUE - Argentina), Santiago (SCL - Chile),  Panamá (PTY - Panamá). O quinto fica em Miami (MIA - Estados Unidos).

Todas as conexões das redes nacionais sul-americanas a RedCLARA se dão através de um desses nós, conectados por um anel de 100 Gbps entre EUA, Panamá, Chile, Brasil e EUA. Para os países centro-americanos, RedCLARA tem uma infraestrutura de capacidade de 20 Gbps dividida entre os países participantes.

Para se conectar ao mundo, RedCLARA usa principalmente o nó de Miami, no qual troca dados com as redes: GÉANT (pan-europeia), Internet2 (estadounidense) e CANARIE (canadense).

A parte sul do backbone se conecta a links de 10 Gbps entre Santiago (Chile), Buenos Aires (Argentina) e Porto Alegre (Brasil).