O site de RedCLARA usa cookies para te oferecer a melhor experiência possível na web.

Ao continuar a usar este site, você concorda em que armazenemos e acessemos cookies em seu dispositivo. Por favor, certifique-se de ler a Política de Cookies. Learn more

I understand

REUNA Chile recebeu três novas organizações como membros no segundo semestre do 2020

Votos do utilizador: 1 / 5

Estrela ativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A Universidade de Aysén, a Fundação Parque Astronômico do Atacama e o Instituto Chileno de Direito e Tecnologia são os mais novos integrantes da rede avançada chilena REUNA, também acessando os benefícios oferecidos pela RedCLARA às suas redes nacionais associadas. Os acordos para a entrada de organizações na rede chilena foram assinados durante o segundo semestre de 2020 e visam, por meio da cooperação e iniciativas conjuntas, promover a inovação e o desenvolvimento do ecossistema de ciência, tecnologia e ensino superior no Chile.

A Universidade de Aysén é uma instituição de ensino superior, estadual e autônoma, cuja missão é contribuir para o desenvolvimento nacional, com especial ênfase na Patagônia-Aysén (no sul do Chile) , por meio da formação integral de profissionais, pesquisa, criação e inovação e articulação com o meio.

A sua incorporação a REUNA, através deste convênio, estabelece um quadro de linhas de ação para gerar oportunidades de trabalho conjunto, em áreas de interesse mútuo, aproveitando as redes de colaboração estabelecidas na busca do desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação.

O Parque Astronômico do Atacama é uma fundação sem fins lucrativos, dependente da Agência Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento que administra a concessão não onerosa outorgada pelo Ministério do Patrimônio Nacional. Está localizado no Llano de Chajnantor, município de San Pedro de Atacama, na região de Antofagasta, no norte do país.

O objetivo do acordo com a REUNA é estabelecer um quadro para explorar oportunidades conjuntas que promovam a colaboração de longo prazo na implementação e operação da interligação das diferentes iniciativas astronómicas que se encontram no Parque, em sinergia com o desenvolvimento realizado pela REUNA no que se refere a infraestruturas de rede avançada, para a transmissão de dados, tanto dentro do Chile como para instituições internacionais.

O Instituto Chileno de Direito e Tecnologias é uma sociedade de direito privado chilena, sem fins lucrativos e financiada por seus próprios membros; foi fundada em dezembro de 2009 e é composta principalmente por professores universitários e profissionais altamente especializados, distribuídos por todo o país, dedicados a promover uma compreensão adequada do fenômeno tecnológico em sua inter-relação com o campo jurídico.

O objetivo do acordo firmado entre as duas instituições é colaborar mutuamente em matéria de direito e tecnologias, através do intercâmbio voluntário de informação científica, técnica, estatística, boas práticas, formação, desenvolvimento e/ou divulgação sobre temas relevantes nesta área, como, por exemplo, regulamentação das telecomunicações, proteção de dados pessoais, assinatura eletrónica, teletrabalho e cibersegurança, entre outros. Para isso, poderão organizar atividades voltadas para a divulgação, conscientização ou exercícios de cibersegurança e tecnologia da informação em geral e, em conjunto, criar produtos para a comunidade Nacional de Pesquisa e Educação.

Para ler a nota completa, acesse https://bit.ly/36Ssvtc