Comunidades Acadêmicas

Em sua busca por cumprir a missão de "fortalecer o desenvolvimento da ciência, educação, cultura e inovação na América Latina por meio do uso inovador de redes avançadas", a RedCLARA promove a formação de comunidades de pesquisa regional e apoia o trabalho daquelas já estabelecidas. Para isto, não somente conta com sua poderosa infraestrutura de rede poderosa, como também oferece aos cientistas e pesquisadores na região, de forma gratuita, seus aplicativos e serviços, todos desenvolvidos para melhorar a colaboração e o networking.

Desde sua implementação em 2004, a RedCLARA já impulsionou a criação de cerca de uma centena de comunidades de pesquisa de caráter acadêmicos. Desde 2014, depois de realizar um estudo para compreender os temas prioritários na América Latina, RedCLARA prioriza as seguintes temáticas e, portanto, busca apoiar fortemente as comunidades de pesquisa que se dedicam aos seguintes temas:

 

  • e-Saúde
  • Educação
  • Nanotecnologia
  • O crescimento econômico, igualdade e bem-estar social
  • Meio Ambiente e Desastres Naturais

 

  • A segurança alimentar
  • Setor hídrico
  • Energias Renováveis
  • Governo eletrônico
  • Bibliotecas digitais

 

  • Biotecnologia
  • Astronomia
  • Arqueologia e patrimônio cultural
  • TIC (Grids / malha computacional)
  • Biodiversidade

 

Por que estas áreas?

Entre junho e julho de 2014, a Gerência de Comunidades de RedCLARA realizou uma análise das prioridades temáticas para a América Latina e Caribe, definidas por organismos mundiais e regionais como a ONU, OEA, BID, CONCYTED, e várias universidades latino-americanas. As informações obtidas foram sistematizadas e depois de uma análise comparativa com o "Estudo de prioridades temáticas regionais" - RedCLARA, 2009 - estas foram as linhas temáticas consideradas prioritárias para a região.

Conheça as linhas e campos de estudo que integram estas temáticas priorizadas

1) Telemedicina
2) Educação contínua através das TIC
3) Expedientes ou históricos de pacientes eletrônicos

1) Qualidade da Educação (capacitação de docentes, uso das TIC em zonas remotas, tecnologia da educação)
2) Formação em Cidadania
3) Luta contra a deserção escolar

1) Materiais estruturais e fibras melhoradas com nanotecnologia
2) Materiais em nanoescala para sistemas químicos, ambientais e de energia
3) Sensores ópticos, eletrônicos, químicos, ambientais, magnéticos, biológicos, assim como medição e sistemas de controle baseados na nanotecnologia

1) Crescimento econômico com igualdade e inclusão social por meio do fortalecimento de unidades de produção, da inovação e da competitividade
2) Aporte das TIC à inovação, à produtividade, à competitividade e ao crescimento econômico no âmbito do desenvolvimento sustentável
3) Desenvolvimento de estratégias e políticas de emprego para a juventude

1) Redução de desastres naturais
2) Manejo/Gestão dos riscos de desastres naturais
3) Fomento do conhecimento científico relacionado com as causas dos desastres e dos desastres ambientais e tecnológicos que ocorrem nas sociedades
4) Mudanças climáticas

1) Produção, processamento e conservação de alimentos
2) Aumento do valor agregado dos produtos agropecuários, pesca e aquicultura
3) Comércio internacional de alimentos

1) Fornecimento de água e saneamento urbano
2) Efeitos das mudanças climáticas na gestão de recursos hídricos
3) Efeitos econômicos do deterioramento da água

1) Busca de substitutos renováveis para a geração de energia
2) Desenvolvimento de tecnologias para o armazenamento de energia
3) Gestão dos resíduos radioativos

1) Promoção da cooperação horizontal e do apoio à elaboração de políticas públicas de “E-Governo” centradas no cidadão
2) Capacitação dos gestores público em Governo Eletrônico
3) Capacitar e fortalecer a Gestão para resultados da implementação de políticas Públicas em Governo Eletrônico

1) Promoção da digitalização, do acesso e da preservação do patrimônio cultural e científico.
2) Interconexão entre as bibliotecas digitais e as redes de pesquisa e desenvolvimento de alta velocidade
3) Criação de uma rede de informação digital que responda às necessidades da sociedade da informação

1) Criação e capacitação de um Marco Legal de Biotecnologia
2) Capacitação de recursos humanos em Biotecnologia
2) Promover a pesquisa, o intercâmbio e a cooperação regional em Biotecnologia

1) Astroinformática
2) Astrofísica
3) Via Láctea

1) Patrimônio intangível
2) Conservação dos habitat de animais e vegetais ameaçados
3) Gestão para o patrimônio

1) Desenvolvimento de recursos de rede que permitam aos investigadores nacionais o acesso à Computação de Alto Rendimento
2) Desenvolvimento de técnicas para acelerar a informática científica
3) Educação da próxima geração de cientistas e engenheiros em Computação de Alto Rendimento

1) Incorporação do valor da Biodiversidade nos setores econômicos chave
2) Proteção dos sistemas regionais prioritários
3) Promoção de governança e políticas ambientais eficazes

Fotos

RedCLARA en Twitter

RedCLARA RT @RedeRNP: @CanadanoBrasil participa do #DISI2017 promovido pela #RNP, com @OAS_official e @RedCLARA. Assista ao vivo em https://t.co/1G8
8hreplyretweetfavorite
RedCLARA ¡Marque su calendario! El 15 de noviembre se llevará a cabo el I Coloquio eCiencias + eArte https://t.co/THWOKJwCOp https://t.co/trlmaOsTaJ
9hreplyretweetfavorite

Endereço RedCLARA

End.:
Avenida El Parque 4680-A, Oficina 108. Santiago.
CHILE.

Rambla República de México 6125. Montevideo 11400.
URUGUAY
CEP:
8580644
Fone:
(+56) 2 584 86 18
Skype:
oficina-redclara
SIP:
telefonia.redclara.net
e-Mail:
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

markerEncontre-nos no Google Maps